quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Acidentes Domésticos com crianças de 0 a 9 anos.





Essa pesquisa foi realizada pelas alunas Ana Paula Cabral Kloppel e Fernanda França Casali,(2ª3 E.E.B. Casimiro de Abreu - Curitibanos-SC) bolsistas da FAPESC (Fundação do Apoio à Pesquisa Científica e Tecnológica do Estado de Santa Catarina).

Acidentes domésticos são acidentes com preocupantes conseqüências,que acontecem involuntariamente na própria casa e também em situações cotidianas.

Na maioria das vezes, esses acidentes acontecem com crianças, pois elas querem imitar os pais e são muito curiosas. Se a mãe vai lavar a louça, ou roupa, a criança fica com vontade de copiar, e busca fazer a mesma coisa. Mexe com a torneira, produtos de limpeza, objetos impróprios e acabam se ferindo.

Os principais acidentes que ocorrem são queimaduras, engasgamentos, quedas, uso de brinquedos inadequados inclusive fogo na casa com brincadeiras com vela e fogão à lenha.

Como forma de prevenção, os pais deveriam tomar mais cuidado com as crianças, como deixar objetos impróprios longe delas e também ficar muito atentos com relação a velas, fogão à lenha, fósforo, materiais de limpeza e tudo que possa prejudicar a vida das crianças.

Este trabalho de pesquisa foi realizado na região de Curitibanos.

O objetivo central desse projeto é a sensibilização, principalmente para os pais tomarem os cuidados necessários com os filhos, e incentivar, principalmente os jovens, futuros pais a tomarem os cuidados necessários com os filhos em sua própria casa.

Dentre os tantos acidentes domésticos que ocorrem com crianças do mundo inteiro, os mais frequentes na nossa região são:

Queimaduras:

São lesões na pele, provocadas pelo frio ou calor, eletricidade, contado com produtos químicos, radiações etc.

As queimaduras podem ser classificadas conforme a sua profundidade:

· Queimadura de Primeiro Grau: Atinge apenas a camada superficial da pele a chamada Epiderme. Essa queimadura vai regredindo com o passar dos dias.

· Queimadura de Segundo Grau: Atinge uma camada mais profunda, queimadura dolorida, causando bolhas.

· Queimadura de Terceiro Grau: Queimaduras tão profundas que atingem músculos e ossos. Pele esbranquiçada, os tecidos ficam negros e sem vida. A pessoa queimada não sente dor, pois os músculos responsáveis pela sensibilidade também foram queimados. Ao redor da queimadura de terceiro grau, haverá queimaduras do primeiro e segundo grau.


Engasgamento (Sufocação)


Obstrução total ou parcial das vias aéreas, por um corpo estranho (alimentos, objetos etc.)

Na obstrução ligeira o individuo consegue tossir e falar.

Na obstrução grave a cor da pele fica azulada ou acinzentada e as veias do pescoço se dilatam.

Quedas


Considerado um dos acidentes domésticos mais comuns e também com maior numero de internações. Os bebês, por terem a medida cefálica maior que a medida do corpo, acabam sendo a principal vitima desse tipo de acidente. Com o passar da idade a criança acaba tendo mais equilíbrio assim a queda é menos frequente.

As quedas podem trazer sérios riscos, como o traumatismo craniano, por isso é importante o cuidado com, calçadas escorregadias, escadas, janelas, etc.

Cortes


As crianças são muito ativas e curiosas, por isso estão sujeitas a esse tipo de acidente. Passar a mãe em cacos de vidro, cortar a mão com brinquedos enferrujados,enfim toda criança passa por essa etapa no seu crescimento . Caso a criança tenha se cortado o mais indicado é lavar o local com água e sabão. Se for um corte profundo procurar um hospital.

Intoxicação


Ingestão de substancia tóxica, que agride a pele, os olhos, a mucosa. A intoxicação acontece de forma acidental, crianças por serem curiosas acabam ingerindo uma dessas substancias pensando ser bala, doces etc. Os sintomas da intoxicação dependem do produto, da quantidade ingerida, e de características físicas que quem o ingeriu. Os produtos tóxicos mais comuns são acetonas, água sanitária, álcool, detergentes, esmaltes, etc. O tratamento é feito através de grandes doses de carvão ativado (material de carbono) , capaz de absorver essas substancias .

Contudo, queimaduras e engasgamentos são os problemas que mais preocupam a região. As crianças pequenas não tem capacidade para avaliar o perigo, e as conseqüências são claras e evidentes. Queimaduras de até terceiro grau, marcas de cortes profundos, hematomas, além do trauma.

Choques

Choque elétrico é o conjunto de perturbações de natureza e efeitos diversos, que se manifestam no organismo humano ou animal, quando este é percorrido por corrente elétrica. As manifestações relativas ao choque elétrico dependendo das condições e intensidade da corrente podem ser desde uma ligeira contração superficial até uma violenta contração muscular que pode provocar a morte. Até chegar de fato a morte existem estágios e outras consequências que veremos adiante. Os tipos mais prováveis de choque elétrico são aqueles que a corrente elétrica circula da palma de uma das mãos à palma da outra mão, ou da palma da mão até a planta do pé.

Prevenção

•Queimadura: Um dos acidentes mais perigosos, devido ao grande risco de sequelas. As crianças por estarem descobrindo o novo mundo, acabam sofrendo um sério acidente, por isso o cuidado com líquidos quentes, crianças muito próximas do fogão e até objetos inflamáveis não podem estar ao alcance das crianças.

•Engasgamento: Toda criança está sujeita a colocar alguns objetos na boca, é a forma de descobrir o que esta ao seu redor. Por isso os pais devem tomar cuidado com qualquer tipo de brinquedo e até qualquer objeto que a criança possa se engasgar. Hoje, no mercado há brinquedos aprovados para cada fase de vida da criança.

•Cortes: Esses acidentes acontecem com muita freqüência devido a alta exposição de objetos cortantes dentro da própria casa sem os cuidados necessários. Exemplo: uma faca afiada muitas vezes esquecida em algum cômodo da casa é o que criança precisa para fazer um enorme estrago. Por isso esses objetos devem ser guardados fora do alcance dos pequenos.

•Choques: As tomadas da casa devem ser revestidas com um protetor, que se encontra a venda e um preço acessível. Esse cuidado é necessário, pois um choque pode ter sérias conseqüências além de traumas para a vida toda.

• Intoxicação: Não pratique a automedicação, nunca ofereça a criança medicamentos de aspecto ou sabor atrativos, como se não fossem remédios. Esses produtos devem ser guardados em lugares de difícil acesso das crianças.

• Quedas: Este acidente ocorre com todas as crianças, mas principalmente com as de 0 à 1 ano, pois a cabeça ainda é maior que o corpo, e elas se desequilibram mais facilmente. Os pais devem estar atentos para este tipo de acidente, e cuidar para não deixar a criança sozinha no berço, no carrinho, em escadas...

Tratamento

•Queimadura – A primeira providência a ser tomada deve ser lavar com água abundante. Nada de passar pasta de dente, batata ou outro produto. Depois de lavar bem a região queimada, deve-se procurar atendimento médio imediato.

•Engasgamento – A tosse é a forma mais eficiente de tirar qualquer “corpo estranho” de dentro das vias aéreas, portanto, se a criança estiver tossindo, estimule-a. Não dê tapinhas nas costas e nem assopre. Se nem assim estiver aparecendo resultados, o que deve ser feito é proceder com a Manobra de Heimlich. A mão fechada é posicionada abaixo do osso do peito. A outra mão é colocada sobre a primeira e então são realizados movimentos em JOTA (para dentro e para cima). Isto provoca aumento da pressão dentro do peito – capaz de expulsar o objeto.

•Cortes – Quando a criança se corta, o certo é lavar a ferida com água corrente e depois comprimi-la com um pano limpo para estancar a hemorragia. Há pessoas que põem pó de café, talco, serragem, por exemplo, para coibir o sangramento. Isso não deve ser feito nunca devido ao risco de contaminação.

•Choques – Primeiramente o que deve ser feito é desligar o aparelho da tomada ou a chave geral. Se tiver que usar as mãos para remover uma pessoa, envolva-as em jornal ou um saco de papel. Empurre a vítima para longe da fonte de eletricidade com um objeto seco, não-condutor de corrente, como um cabo de vassoura, tábua, corda-seca, cadeira de madeira, ou bastão de borracha. Se a pessoa estiver consciente, deite-a de costas, com as pernas elevadas. Se estiver inconsciente, deite-a de lado. Se necessário, cubra a pessoa com um cobertor e mantenha-a calma. Procure ajuda médica imediata.

• Intoxicação – Lave a boca da criança apenas com água. Provoque o vômito somente quando for recomendado, no caso de ingestão de determinadas substâncias, o vômito pode até ser prejudicial. Não provoque o vômito em pessoa desmaiada ou em convulsão ou quando o produto ingerido for soda cáustica, inseticida, detergente, querosene, gasolina, ácido, qualquer produto corrosivo ou que possa provocar queimaduras. Guarde a embalagem ou bula, restos da substância ou material vomitado, para facilitar a identificação pelo médico. No caso de ingestão de alguma planta, leve-a junto com a criança, para ajudar no diagnóstico.

• Quedas – Antes de levar a criança ao hospital, alguns procedimentos de primeiros socorros podem ser adotados, como colocar gelo no local do trauma para diminuir o sangramento. Se houver ferimento, o local afetado deve ser limpo com água e sabão líquido ou sabão de coco.

Pesquisas – Análise de Resultados

Nossas pesquisas mostram que os acidentes mais freqüentes são queimaduras, cortes e quedas. Na maioria das vezes, os pais tomam as primeiras providências em casa, e afirmam saber se prevenir deste e de outros acidentes. Pouco mais de 40% das crianças ficaram com seqüelas ou marcas do acidente. Representa menos da metade das crianças pesquisadas, mas pra esses 40%, a vida mudou com certeza, de uma forma não tão agradável.

Conclusões

Os primeiros socorros são essenciais para não acarretar maiores problemas futuros, bem como seqüelas e traumas, já que segundo as pesquisas, a maior parte dos pais, toma as primeiras providências em casa. Muitos deles não sabem o que fazer, e muitas vezes apelam para as receitas caseiras que, geralmente não são recomendadas por não serem eficazes para tratar corretamente um acidente, por isso visamos expor o melhor conhecimento e entendimento sobre o tema, e o modo exato de como prevenir e tratar estes imprevistos que são tão presentes no cotidiano de todas as famílias. Espera-se que todos levem para a vida os preceitos sugeridos através deste trabalho de pesquisa e conscientização.

Nenhum comentário:

Postar um comentário